top of page
  • Karoline Rodrigues

Despesas de provas

Entenda o que compõe esse item do relatório dos treinadores


Na semana passada lancei aqui uma enquete sobre despesas de provas cobradas dos clientes pelos treinadores.


Tenho um monte de outras coisas pendentes pra fazer, mas fiz um esforço (entendam, o tempo é coisa rara no dia de uma mãe dona de casa) pra parar um pouquinho e escrever pra postar aqui. Eu gosto tanto desse perfil que tirar um tempinho pra isso é self-care/ self-love/ self-esteem.

Confesso que eu gostaria que mais gente tivesse respondido para ter um amostragem maior, e até por curiosidade mesmo.

Fiquei refletindo sobre isso enquanto fazia o relatório mensal com as despesas da última prova do ano.

Sobre as respostas, achei algumas muito caras e outras muito baratas, considerando as distâncias envolvidas. Achei também que as despesas do @ranchokaroline não estão muito além nem muito aquém.

Pra quem nunca parou pra pensar nisso, nem faz ideia do que é cobrado, o básico inclui:

1️⃣🚚 Frete dos cavalos. Valor fechado por viagem ponto a ponto (nosso caso) ou quilometragem rodada (pode chegar a R$ 5,50/km + pedágio). Fora isso, pra quem é de fora tem a diária do caminhão parado (pode variar de R$ 250 a R$ 350).

📊 No nosso caso, uma viagem Rancho ↔Recinto fica R$ 300.

2️⃣🚗 Deslocamento do treinador. Calculado na base de combustível + pedágio ou quilometragem rodada (nem sei o valor disso, normalmente juízes usam essa forma de cobrança).


📊 No nosso caso, contabilizamos o que gastamos de combustível para levar todas as coisas pro Recinto (às vezes compensa até pagar um frete só pra isso), mais o deslocamento diário, que seria igual aqui ou em outra cidade.


3️⃣ 🍽️ Alimentação. Do treinador e sua equipe. Só pra fazer uma conta por baixo, uma marmita média e um refri custam em média R$ 25 a R$ 30. Ou seja, almoço e janta, mais o café da manhã, e alguma outra coisinha pra lanchar durante o dia ou madrugada, não sai menos de R$ 100 por dia. Esse item pode variar muito de CT pra CT. Se cozinham no acampamento, se comem em casa, se comem marmita, no quilo ou na pizzaria, tudo isso impacta no custo.


📊 No nosso caso, tem de tudo. Tem comida em casa quando dá, na rua na maior parte das vezes, seja na cidade ou no recinto, tem marmita dos meninos no almoço, lanche à noite. Fora isso, temos sempre bebidas nas baias, para a equipe e para os clientes. Às vezes também rola um lanchinho, da padaria, ou bolo, ou qualquer coisa que faça o estômago da turma feliz pra compensar os dias cansativos das provas.


4️⃣🛏️ Hospedagem. Do treinador e equipe.

📊 No nosso caso, não costumamos ter essa despesa, com as provas em Avaré.


Indo além, existem outros itens que devem ser considerados:

5️⃣✔️ Serragem/ maravalha extra. Cada pacote no recinto custa R$ 20 (provas ANCR, baias com base de concreto). Uma baia decente para um cavalo descansar precisa de pelo menos 5/6 pacotes, durante 3/4 dias. Quanto mais tempo, precisa complementar. Provas com mais de 1 semana podem usar até 8/10 pacotes. Costumamos ensacar serragem de casa para forrar as baias, que ajuda a segurar a urina e ajuda os cavalos a deitarem com mais conforto, pois isola mais o concreto. Além do custo da serragem, tem a despesa para transportar isso até o recinto, seja no carro ou com um frete.


6️⃣✔️ Reservas de baias. Além da taxa de baia, costumamos reservar as baias nas provas da ANCR com antecedência para poder escolher o lugar, pagando uma taxa adicional.


7️⃣✔️ Estrutura. Nos últimos dois eventos passamos a usar tendas. Proteção de sol e chuva, para conforto dos animais, para a equipe trabalhar melhor, para comodidade de todos. Um lugar para proteção, descanso, interação, concentração. Longe do ideal, mas tudo pensando em dar, cada vez mais, sempre que e na medida do possível, uma cara de profissionalismo para o negócio.


A título de ilustração, nossas despesas em provas em Avaré podem variar de R$ 350 por cavalo em provas do Núcleo, a R$ 1.000 em provas grandes como o Potro do Futuro. Em Araçatuba, as despesas chegaram a R$ 1.150 no Potro do Futuro.

Depende muito 1) do número de dias de prova; e 2) do número de cavalos. Esses são os principais fatores que impactam no custo. E claro, sendo outra cidade, distância (pelo frete e pelo hotel).


Como eu disse, há quem tenha um custo menor com os mesmos parâmetros. Mas o que me impressiona é que há quem cobre MUITO mais. Já nos relataram (não é de nenhum caso respondido na enquete) situações abusivas, valores simplesmente inexplicáveis. Mas enfim, ema ema, cada um com o seu.

A ideia era só discorrer um pouco sobre o assunto, e principalmente, esclarecer (bora usar enquanto a palavra não é banida do vocabulário pelo TSE) para quem não faz ideia ou nunca parou pra pensar como funciona essa questão das despesas de provas.


Temporada 2023 está logo aí, preços escalando e impactando diretamente na prestação do nosso serviço, e mais 8 meses para o próximo Potro do Futuro! Força turma! 💪🏼

82 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page