• Karoline Rodrigues

ABQM de casa nova (definitivamente)

Atualizado: Mai 6

Quando eu disse que ainda não tinha superado todas as surpresas que o Nacional da ABQM nos proporcionou esse ano em novo (e definitivo) endereço, eu estava falando sério. Ficaria horas contando tudo que eu vi, ouvindo sobre o que não vi, discutindo sobre o que ainda vamos ver.


E não estou dizendo isso só para me redimir depois do que escrevi sobre Londrina (o que rendeu belas confusões para mim e pra minha família, mas ok, já superamos essa parte). Estou elogiando porque foi bom mesmo, e o que é bom deve ser reconhecido. Os pontos positivos são tantos e tamanhos que deixaram os pontos negativos pititicos (porém ainda significantes). A ABQM fez um trabalho EXCEPCIONAL! Palmas, por favor!


Quartolino, o mascote da ABQM

Claro que pode-se dizer que gastaram um bocado do caixa da Associação, o que eu imagino que seja fato, considerando tudo que foi necessário contratar e comprar e construir, mas isso pode ser visto de uma perspectiva otimista. Uma é que o dinheiro da Associação está lá para o bem dos associados, então tudo bem usar. Outra é que se for para usar, pelo menos que usem para fazer bonito como fizeram em Araçatuba, e não feio como fizeram em Londrina.


Só queria ressaltar que foi/ está sendo excepcional:

-Identidade visual da Associação na comunicação geral e no evento

-Trabalho de marketing de todos os aspectos da Associação e do evento

-Qualidade do solo e funcionalidade das pistas de prova e de aquecimento

-Segurança e policiamento dentro recinto (ostensivamente, o que achei ótimo)

-Presença (em massa) de público da cidade

-Variedade de lojas e restaurantes dentro do recinto e na cidade

-Eficiência dos prestadores de serviço de vídeo e foto

-Rapidez na inspeção do desembarque (talvez eu tenha dado sorte no dia e horário)

-Acesso ao recinto e à rede hoteleira

-Estrada


Algumas coisas ainda não estavam perfeitas, mas a tendência é melhorar já no próximo evento:

-Disposição de montagem das baias próximas às pistas (a inclinação do terreno e o solo das baias atrás das pistas, caso chova, torna o local intransitável; o solo sob a serragem estava muito arenoso gerando muito pó dentro das baias)

-Fluxo de água (dos banheiros, e nas baias - nas minhas só faltou no último dia, nos demais dias estava normal)

-O gado da prova do Working Cow Horse.


Se você tem críticas e sugestões, envie para a ABQM. É seu direito e dever contribuir com ideias para a melhoria dos eventos. Afinal ouvindo a opinião e experiência de quem esteve no recinto é possível fazer um evento ainda melhor.


O que vimos em Araçatuba nesse evento representa uma conquista tão grandiosa para a raça Quarto de Milha e para toda a indústria do cavalo. Cada detalhe (os broches, as fivelas, as capas, os uniformes dos funcionários, o arraial, as plaquinhas de sinalização, as lixeiras, etc.) foi planejado pelos organizadores com muita dedicação, isso ficou evidente, e isso é muito entusiasmante.


ARAÇATEXAS (e fez jus ao apelido) PAROOOUUU! Nos vemos lá no Potro do Futuro da ABQM.

123 visualizações
Contato
 

Caixa Postal 199

Avaré-/SP 18701-971
+55 14 991514727​

plus1andahalf@gmail.com

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
  • Pinterest - Círculo Branco

© 2020 Plusoneandahalf